img_36-anos.jpeg

Querida Madrinha, querido Padrinho,

 

Há 36 anos, quando o sagui Mucky foi resgatado, jamais imaginou-se que aquele seria o primeiro de mais de 2 000 primatas que passariam pelo Projeto Mucky ao longo de quase quatro décadas, ajudando a construir esta história ao lado de uma rede incrível de “humanos” que nos apoiam de diversas maneiras.

 

Cuidamos dos animais, mas também atuamos na conscientização da sociedade acerca das ameaças sofridas por nossa fauna. Além do desmatamento, que aumenta o risco de atropelamentos, eletrocussões e outros acidentes, a cada dia o comércio de animais silvestres ganha mais força, alimentando o senso comum e equivocado de que primatas podem ser criados como pets. As redes sociais estão repletas de macaquinhos usando roupas, fraldas, comendo alimentos inadequados e sendo “humanizados”. A reação da maioria das pessoas é achar tudo “fofo e engraçadinho”, sem considerar

que, por trás deste “entretenimento” existem animais estressados, desnutridos, com os dentes cerrados e privados do seu bem mais precioso: a liberdade!

Todos os primatas que já passaram pelo Projeto Mucky foram, de alguma forma, impactados pela ação humana, mas receberam a proteção e o respeito ao qual todo ser vivo tem direito e, assim, tiveram suas histórias reescritas. Porém, sabemos que para mudar o destino desses animais e oferecer-lhes uma segunda chance não basta a nossa atuação, precisamos da ajuda de pessoas como você,  que entendem a dor dos animais e também se sentem responsáveis por eles.

 

Os 36 anos de nossa existência foram repletos de desafios, afinal, não é possível manter uma ONG com tamanha estrutura sem planejamento e constantes adequações. Entendemos que é tempo de repensar caminhos e promover novas mudanças para reduzir custos, otimizar ações e potencializar a ajuda tão preciosa que recebemos de nossos apoiadores, fazendo com que ela tenha um alcance ainda maior.

 

Assim, a partir de agora, você não será mais padrinho ou madrinha de um macaco(a) específico(a). Ao invés disso, passa a ser padrinho e madrinha do Projeto Mucky, acolhendo todos os “afilhadinhos” da Instituição.

Ainda que esta seja uma adoção simbólica (e sem alteração no valor já pago por cada um), ao “abraçar” a Instituição você continuará apoiando uma rede de proteção de primatas que trabalha incansavelmente para minimizar os traumas decorrentes da ação humana.

Esperamos que você receba com carinho toda a nossa macacadinha, compartilhando conosco o amor pela causa animal e nos ajudando a transmitir a mensagem que devemos “gritar” ao mundo: todos os animais precisam de proteção e respeito!

DESTAQUES: